O PROJETOOUSAR

1. Descrição

2. Objetivos

3. Prazos de execução

4. Sistema de Incentivos

5. Promotores

 

 

1. Descrição

 

O Projeto OUSAR - Um Desafio aos Empreendedores e à Sociedade através de uma intervenção aglutinadora, devidamente estruturada em várias fases sequenciais que pretendem reunir esforços na Região Norte e Centro, com vista ao seu crescimento.

O Projeto baseia a sua intervenção numa filosofia de apoio e incentivo ao empreendedorismo, através de um trabalho em rede com algumas das principais entidades da região.

 

Voltar ao topo

 

2. Objetivos

 

O Projeto OUSAR - Um Desafio aos Empreendedores e à Sociedade tem como objetivo geral estimular o Empreendedorismo e a Inovação no norte e centro do país, a fim de promover novas oportunidades para os indivíduos e empresas.

Através da sua intervenção procura assegurar e/ou potenciar os três elementos essenciais ao processo empreendedor:

- Boa Ideia (amadurecida no decurso do Desafio OUSAR e sistematizada no Plano de Negócio)

- Bom empreendedor (competências e conhecimentos desenvolvidos no decurso do Desafio OUSAR)

- Ambiente Favorável (atribuição dos prémios aos melhores resultados do Desafio OUSAR, criação da Rede OUSAR Apoiar o Empreendedor e Clube de Mentores).

 

Os objetivos operacionais do Projeto são:

- Consolidar e intensificar a aproximação com Universidades, Institutos politécnicos e Escolas profissionais;

- Criar e manter laços de cooperação com entidades financeiras, de apoio à inovação e à incubação, associativas e de apoio empresarial, formação avançada e ligadas ao conhecimento;

- Contribuir para o desenvolvimento das competências empreendedoras dos jovens empreendedores;

- Apoiar a sistematização de ideias/projetos empresariais em setores de alto valor acrescentado;

- Mobilizar os jovens para a vida económica activa, promovendo o autoemprego;

- Promover o empreendedorismo jovem e qualificado como instrumento inovador e regenerador de tecidos económicos setoriais e regionais;

- Potenciar, por parte dos jovens, o desenvolvimento de negócios em setores de maior valor acrescentado;

- Conferir visibilidade e notoriedade às empresas criadas, premiando os melhores desempenhos;

- Criar um ambiente favorável ao sucesso de novas iniciativas empresariais, seja na fase do projeto, criação da empresa ou primeiros meses de atividade;

- Promover a cooperação e o trabalho em rede no apoio aos empreendedores;

- Criar ferramentas e parcerias (Rede OUSAR Apoiar o Empreendedor e Clube de Mentores) que perdurem para além da execução física do projeto, continuando a prestar o apoio geral e específico no futuro para que foram criados.

 

Voltar ao topo

 

3. Prazos de execução

 

O Projeto OUSAR - Um Desafio aos Empreendedores e à Sociedade teve início em Maio de 2011 e decorre até ao mês de Outubro de 2012.

 

Voltar ao topo

 

4. Sistema de Incentivos

 

O Projeto OUSAR - Um Desafio aos Empreendedores e à Sociedade está enquadrado no Sistema de Apoio a Ações Coletivas – SIAC – previsto no Projeto Operacional Fatores de Competitividade, do Quadro de Referência Estratégica Nacional.

O SIAC visa a melhoria da competitividade do país, de uma região, de um setor ou grupos de setores organizados em redes associadas a estratégias de eficiência coletiva.

Com um montante de investimento de cerca de 212 mil euros, o Projeto OUSAR - Um Desafio ao Empreendedorismo e à Sociedade tem como objetivo estimular e desenvolver o Empreendedorismo e a Inovação nas regiões do norte e do centro do país. O projeto é financiado pelo QREN, no âmbito do Projeto Operacional Fatores de Competitividade, no montante de cerca de 145 mil euros provenientes do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

 

Voltar ao topo

 

5. Promotores

 

AIMinho – Associação Empresarial

A AIMinho – Associação Empresarial é uma associação regional multisetorial. Criada em 1975, a associação teve origem no Grémio das Indústrias Metalúrgicas e Metalomecânicas de Braga, fundado em 1956.

No âmbito da sua missão, «intervém ativamente nos fóruns regionais, nacionais e internacionais, por forma a criar as condições mais favoráveis à iniciativa empresarial, contribuindo desta forma para o desenvolvimento económico, social e cultural da região».

Com cerca de 2000 empresas associadas, a AIMinho é hoje uma das principais associações empresariais do país, tendo uma forte afirmação no movimento associativo: é Presidente da União Empresarial da Região Norte (UERN) e integra a Direcção da Confederação da Indústria Portuguesa (CIP) e a presidência da Assembleia Geral da Federação Nacional do Metal (FENAME).

A associação presta um conjunto alargado de serviços que vão desde a assessoria jurídica, consultoria nas áreas laboral, fiscal e comercial, investimento estrangeiro, até propriedade industrial e alvarás para a construção civil.

Ao nível da Formação Profissional para Empresários/Quadros Superiores e Ativos das Empresas, a AIMinho encontra-se entre os maiores prestadores de serviços da região, estando acreditada pelo IQF em algumas áreas de intervenção.

De referir que a AIMinho é uma entidade Certificada pela Norma da Qualidade ISO 9001, é certificada como entidade formadora pela DGERT e DSQA – Direcção de Serviços de Qualidade e Acreditação e é uma das nove instituições integrantes da rede europeia Enterprise Europe Network, presidida pela Comissão Europeia.

Para mais informações, visite www.aiminho.pt.

 

Compete – Projecto Operacional Factores de Competitividade

O Compete – Projecto Operacional Factores de Competitividade é um dos três grandes Projetos Operacionais Temáticos do QREN – Quadro de Referência Estratégico Nacional.

Com a missão de estimular o potencial de crescimento sustentado da Economia Portuguesa, este Projeto abrange as intervenções que visam estimular a qualificação do tecido produtivo, por via da inovação, do desenvolvimento tecnológico e do estímulo do empreendedorismo, bem como da melhoria das diversas componentes da envolvente da atividade empresarial, com relevo para a redução dos custos públicos de contexto.

Em termos de mobilização de recursos, tem associado um custo total superior a 5,5 mil milhões de euros.

Os seus eixos de intervenção são:

Eixo I - Conhecimento e Desenvolvimento Tecnológico

Eixo II - Inovação e Renovação do Modelo Empresarial e do Padrão de Especialização

Eixo III - Financiamento e Partilha de Risco da Inovação

Eixo IV - Administração Pública Eficiente e de Qualidade

Eixo V - Redes e Acções Colectivas de Desenvolvimento Empresarial

Eixo VI - Assistência Técnica

Para mais informações, visite www.pofc.qren.pt.

 

QREN – Quadro de Referência Estratégico Nacional

O QREN – Quadro de Referência Estratégico Nacional assume como grande desígnio estratégico a qualificação dos portugueses e das portuguesas, valorizando o conhecimento, a ciência, a tecnologia e a inovação, bem como a promoção de níveis elevados e sustentados de desenvolvimento económico e sociocultural e de qualificação territorial, num quadro de valorização da igualdade de oportunidades e do aumento da eficiência e qualidade das instituições públicas.

A prossecução deste desígnio é indispensável para assegurar a superação dos mais significativos constrangimentos à consolidação de uma dinâmica sustentada de sucesso no processo de desenvolvimento económico, social e territorial de Portugal. Tal é assegurado pela concretização, com o apoio dos Fundos Estruturais e do Fundo de Coesão, de todos os Projetos Operacionais no período 2007-2013.

Estes organizam-se em três grandes Agendas Operacionais Temáticas, que incidem sobre três domínios essenciais de intervenção:

- Agenda Operacional para o Potencial Humano;

- Agenda Operacional para os Fatores de Competitividade;

- Agenda Operacional para a Valorização do Território.

Em coerência com as prioridades estratégicas e operacionais, a execução do QREN e dos respetivos Projetos Operacionais é viabilizada pela mobilização de significativos recursos comunitários (cerca de 21,5 mil milhões de Euros).

Para mais informações, visite www.qren.pt.

 

FEDER – Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional

O FEDER – Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional tem como objetivo contribuir para o reforço da coesão económica e social, reduzindo as disparidades regionais. Essa contribuição processa-se através de um apoio ao desenvolvimento e ao ajustamento estrutural das economias regionais, incluindo a reconversão das regiões industriais em declínio.

O FEDER concentra a sua intervenção numa série de prioridades temáticas, que refletem a natureza dos objetivos Convergência, Competitividade Regional e Emprego, e Cooperação Territorial Europeia.

Trata-se, em especial, de financiamento relativo a:

- Investimentos que contribuam para criar empregos sustentáveis;

- Investimentos em infraestruturas;

- Medidas que apoiem o desenvolvimento regional e local, o que inclui assistência e serviços prestados a empresas, especialmente PME;

- Assistência técnica.

Para mais informações, visite http://europa.eu.

 

Voltar ao topo

Jogador

Recuperar Password

Eventos e Sugestões

06-12-2011

Apresentação «Des ...

O ISLA recebe, no dia 06 de dezembro, pelas 16h00, o Desafio Ousar. ...

07-12-2011

Apresentação «Des ...

O ISAVE recebe, no dia 07 de dezembro, o Desafio Ousar. ...